domingo, 20 de fevereiro de 2011

Pedaços.


Não me dou inteira porque não sou inteira. Sou partida, quebrada, rasgada. Sou os pedaços que me fazem, e não posso juntar os cacos sozinha.

3 comentários:

Vanessa Souza Moraes disse...

Que venha alguém com boa cola :)

Ana SS disse...

É no olhar do outro que me constituo.

Fabrício Franco disse...

Carina,

Um dia desses posto um escrito meu, já de muito tempo, que paraleliza com o seu. Também me sinto assim, fragmentos de mim, onde estou em todos os pedaços, mas não caibo em nenhum.

Postar um comentário