domingo, 22 de janeiro de 2012

Eu sonhava.

Eu sonhava.
Eu fechava os olhos e sonhava, sem que você percebesse.
Sem que você percebesse, eu abria os olhos e sonhava o mesmo sonho.
Eu sonhava o mesmo sonho noite após noite, antes de dormir.
Antes de dormir você me beijava, e me prendia no seu abraço.
Você me prendia no seu abraço e então eu era livre para voar.
Eu era livre para voar, então eu fechava os olhos e pulava.
Eu pulava no abismo do sonho e não caía, eu voava.
Eu voava de olhos abertos, e sonhava.
Eu sonhava o mesmo sonho, no qual você me beijava e me prendia no seu abraço,
sem nunca mais me soltar.

13 comentários:

Claudio! disse...

Eu sonhava. Só me embrenhava. Só estava só. E voce apareceu. Só. Emaranhava minha solidão. E coloquava um sol, onde antes estava um nó. Agora norteava. Prendia.

Contradita disse...

Ah moça inteligente,

"Eu pulava no abismo do sonho e não caía, eu voava."

Que lindeza de texto.

Sabe, tem dias que é justamente assim: confundo sonho e realidade, já que o assunto é sempre o mesmo. Sonho, pensamento, tudo misturado.

E aquele abraço mesmo em sonho fazia a vida colorida.

É.

Bjos.

Dani Lusa disse...

Queria encontrar palavras tão bonitas à altura das suas para comentar esse texto lindo. Amei.

Talita Prates disse...

e a reiteração do desejo.
(o quando isso nos define, amiga?)

e os sonhos estão aí, sempre alheios à realidade.

gostei um tanto!

um beijo,

Tá.

Talita Prates disse...

quanto*

(e quando também... desisto de corrigir os atos falhos, ainda que escritos....... rs)

Rui Pascoal disse...

Mas... já não sonha?
:(

Maíra Cunha disse...

Que lindo, romântico e delicado, gostei muito do seu cantinho e estou seguindo, ficaria grata se me visitasse e siga se gostar:
http://fazdecontatxt.blogspot.com
Sucesso!

Sabrina Andrade disse...

"Sem que você percebesse, eu abria os olhos e sonhava o mesmo sonho." Texto maravilhoso. Como é bom te ler em? Vou dar uma olhada nas outras postagens.
Beijos, estou seguindo (:
saahandradee.blogspot.com

Alicia disse...

meu consolo é que sonhos só são sonhados porque há a realidade para fazê-los existir.

lindeza de texto, lindeza de mulher!

Yohana Sanfer disse...

Lindos escritos. Pousei por aqui! rs

Talita Prates disse...

[Cáaaaa, cadê texto novo? (rs)
Faz isso não!
Saudade de te ler!]

Sahara Higino disse...

E que o sonho envolva-nos a
qualquer hora. Pela manhã,
pela tarde, pela noite.
Deixemos ser envolvidas.

Estou a segui-la;
Luz!

Andressa C. disse...

Postar um comentário